Passeio em Carolina: O que fazer em 2 dias?

Passeio em Carolina: O que fazer em 2 dias? Parte 1

4 de julho de 2019

Passeio em Carolina: O que fazer em 2 dias? Parte 1  Para quem pensa que no Maranhão só tem lagoas e dunas, está muito enganado, no Sul do Maranhão tem trilhas e cachoeiras lindas. O cerrado Maranhense vai do Sul ao Nordeste do Maranhão, na região das águas, em cidades como Imperatriz (a segunda maior do estado), Carolina, Riachão e Estreito.

 

A cidade de Carolina é uma delas, fica aproximadamente a 860 km de São Luís-MA. E lá estão localizadas muitas belezas naturais. Por exemplo, é um pecado não conhecer o Parque Nacional Chapada das Mesas, terra de planaltos, nascentes de vários rios maranhenses e de quedas d’água paradisíacas. Umas dessas quedas são o Poço Azul, a Cachoeira de Prata, Cachoeira Santuário e o Santuário Ecológico de Pedra Caída, um dos principais destinos para amantes do ecoturismo e para quem busca paz na natureza.

Primeiro dia

Passeio em Carolina: O que fazer em 2 dias?  Saímos por volta das 19h00 de São Luís e fizemos a primeira parada às 8:30 para tomar café, onde custa 15 reais o café. De lá seguimos em outro ônibus para Riachão e levou cerca de uma 1h45 minutos.

 

Enfim chegamos no Poço Azul! Ele está localizado no município de Riachão, a aproximadamente 28 km do centro da cidade. O Complexo Turístico Poço Azul é considerado uma das seis maravilhas do estado do Maranhão, pois surpreende de forma positiva a todos os seus visitantes.

 

Para ter acesso é preciso pagar uma taxa de 60 reais, entretanto estudantes e idosos pagam meia. Lá existe restaurante self service e chalé para quiser pernoitar.

 

Para chegar ao famoso Poço Azul você faz todo o trajeto em uma passarela de madeira. Por esse motivo eu indico ir de havaianas ou tênis.

Passeio em Carolina: O que fazer em 2 dias? Para quem pensa que no Maranhão só tem lagoas e dunas, está muito enganado, no Sul do Maranhão tem trilhas e cachoeiras lindas. O cerrado Maranhense vai do Sul ao Nordeste do Maranhão, na região das águas, em cidades como Imperatriz (a segunda maior do estado), Carolina, Riachão e Estreito. A cidade de Carolina é uma delas, fica aproximadamente a 860 km de São Luís-MA. E lá estão localizadas muitas belezas naturais. Por exemplo, é um pecado não conhecer o Parque Nacional Chapada das Mesas, terra de planaltos, nascentes de vários rios maranhenses e de quedas d’água paradisíacas. Umas dessas quedas são o Poço Azul, a Cachoeira de Prata, Cachoeira Santuário e o Santuário Ecológico de Pedra Caída, um dos principais destinos para amantes do ecoturismo e para quem busca paz na natureza. Existe também um passeio sustentável realizado na vereda bonita, localizado a 2 km do complexo da Pedra Caída. Não cheguei a realizá-lo mas ele custa 150 reais e tem paisagens incríveis. Ao todo são 25 cachoeiras catalogadas sendo 7 abertas à visitação, com temperatura ideal para banho durante o ano todo. Você poderá desfrutar de rios cristalinos, piscinas naturais e cânions de tirar o fôlego. Todos com acessibilidade através de trilhas suspensas e com serviço de guia. Primeiro dia Saímos por volta das 19h00 de São Luís e fizemos a primeira parada às 8:30 para tomar café, onde custa 15 reais o café. De lá seguimos em outro ônibus para Riachão e levou cerca de uma 1h45 minutos. Enfim chegamos no Poço Azul! Ele está localizado no município de Riachão, a aproximadamente 28 km do centro da cidade. O Complexo Turístico Poço Azul é considerado uma das seis maravilhas do estado do Maranhão, pois surpreende de forma positiva a todos os seus visitantes. Para ter acesso é preciso pagar uma taxa de 60 reais, entretanto estudantes e idosos pagam meia. Lá existe restaurante self service e chalé para quiser pernoitar. Para chegar ao famoso Poço você faz todo o trajeto em uma passarela de madeira. Por esse motivo eu indico ir de havaianas ou tênis. Toda trilha para o Poço Azul é feita por calçada, são 800 metros de passarela suspensa de madeira que também leva para as cachoeiras: Cachoeira de Santa Barbara, Cachoeira de Santa Paula, Gruta de Santa Bárbara e Cachoeira dos Namorados. Durante a trilha, os turistas podem desfrutar de belas vistas de dois mirantes, relaxar em redes de um quiosque próximo da cachoeira e descartar o lixo nas lixeiras disponíveis pela trilha. Seguimos para Cachoeira do Moreno, que é uma pequena fonte de água. Logo em seguida para a Cachoeira de Santa Paula, Gruta de Santa Bárbara. Por último o famoso Poço Azul! Para quem não sabe nadar, deve tomar muito cuidado. De qualquer forma no Poço Azul existem muitas pedras e água é cristalina. Por isso quando bate o sol forma uma paisagem incrível. Após o almoço fomos conhecer a Cachoeira dos Namorados, porém não gostamos. Por esse motivo retornamos e pagamos 10 reais para ir ao Encanto Azul de ônibus. Encanto azul No Encanto Azul a taxa para a entrada custa 30 reais, assim como a última, estudante meia entrada. Para chegar ao Encanto Azul seguimos por uma trilha de pedra e areia e logo depois em uma passarela de madeira bem longa. O encanto azul tem mais de 7 metros de profundidade. Ou seja, perigoso para quem não sabe nadar, além disso uma água bem fria, tem que ter coragem. Caso sinta necessidade, lá são vendidos óculos e alugam-se coletes e outros acessórios. Ficamos no Encanto Azul cerca de mais ou menos uma hora. Tomamos banho no Chalé e seguimos para o ônibus até o Poço Azul. Chegando lá pegamos o mesmo ônibus que viemos e seguimos para Carolina. Ela é uma cidade pequena com cerca de 25 mil habitantes. Tem Praças com músicas de pagode e músicas antigas. Lá você encontra pizzarias, e lugares para lanchar, ou seja tudo que precisa.

Toda trilha para o Poço Azul é feita por calçada, são 800 metros de passarela suspensa de madeira que também leva para as cachoeiras:  Cachoeira de Santa Paula, Cachoeira de Santa Barbara, Gruta de Santa Bárbara e Cachoeira dos Namorados.

Cachoeira de Santa Paula

Durante a trilha, os turistas podem desfrutar de belas vistas de dois mirantes, relaxar em redes de um quiosque próximo da cachoeira e descartar o lixo nas lixeiras disponíveis pela trilha.

Seguimos para Cachoeira do Moreno, que é uma pequena fonte de água. Logo em seguida para a Cachoeira de Santa Paula, Gruta de Santa Bárbara. Por último o famoso Poço Azul!

Cachoeira do Moreno

Cachoeira do Moreno

Cachoeira de Santa Barbara

O que fazer em Carolina em 2 dias

Cachoeira de Santa Barbara

Poço Azul

Para quem não sabe nadar, deve tomar muito cuidado. De qualquer forma no Poço Azul existem muitas pedras e água é cristalina. Por isso quando bate o sol forma uma paisagem incrível.

O que fazer em Carolina em 2 dias

Poço Azul- Edy Serra

Após o almoço fomos conhecer a Cachoeira dos Namorados, porém não gostamos. Por esse motivo retornamos e pagamos 10 reais para ir ao Encanto Azul de ônibus.

 

Encanto azul

No Encanto Azul a taxa para a entrada custa 30 reais, assim como a última, estudante meia entrada. Para chegar ao Encanto Azul seguimos por uma trilha de pedra e areia e logo depois em uma passarela de madeira bem longa.

Encanto Azul

O encanto azul tem mais de 7 metros de profundidade. Ou seja, perigoso para quem não sabe nadar, além disso uma água bem fria, tem que ter coragem. Caso sinta necessidade, lá são vendidos óculos e alugam-se coletes e outros acessórios. Ficamos no Encanto Azul cerca de mais ou menos uma hora. Tomamos banho no Chalé e seguimos para o ônibus até o Poço Azul.

Encanto Azul

Chegando lá pegamos o mesmo ônibus que viemos e seguimos para Carolina. Ela é uma cidade pequena com cerca de 25 mil habitantes. Tem Praças com músicas de pagode e músicas antigas. Lá você encontra pizzarias, e lugares para lanchar, ou seja tudo que precisa.

Este foi  nosso roteiro   no primeiro  dia! Passeio em Carolina: O que fazer em 2 dias? Parte 1

Passeio em Carolina: O que fazer em 2 dias? Parte 2

Escrito por

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.


*

Youtube

Paulino Neves e Tutóia MA

Santo Amaro Maranhão

5 Motivos para morar sozinha (o)

O jeito fácil de receber cartão de crédito

O processo da minha transição

Coisas que você deve saber antes de aderir às tranças

/@edyserraa